Revista Carta Premium

ASSINATURA DE CHARME: “Há uma valorização da marca espelhada ao ambiente, pois oferecer um bom produto e ter serviço de qualidade são elementos básicos”

 Extra!

ASSINATURA DE CHARME: “Há uma valorização da marca espelhada ao ambiente, pois oferecer um bom produto e ter serviço de qualidade são elementos básicos”

ASSINATURA DE CHARME: “Há uma valorização da marca espelhada ao ambiente, pois oferecer um bom produto e ter serviço de qualidade são elementos básicos”
outubro 02
14:34 2017

Responsável pelo projeto do requintado espaço de degustação e loja do Alambique Companheira, inaurado há pouco mais de 2 meses, a arquiteta Aline Mantovani traz dicas importantes de como criar ambientes que Moveis alambique companheiraproporcionam prazer ao olhar, ao estar e ao paladar. Acompanhe a seguir um entrevista completa, exclusiva da Carta Premium.

Carta Premium: Poderia comentar um pouco sobre sua formação profissional?
Arquiteta Aline Mantovani: Formei-me na Unicesumar em Maringá, em 2011, e realizei em Florianópolis no IPOG o MBA Gerenciamento de Obras, Qualidade & Desempenho da Construção. Mudei então para o Rio de Janeiro no ano de 2013, onde trabalhei com a Projetos de Parques Urbanos/Fluviais durante três anos para o Governo do Estado. Neste período tive a oportunidade de fazer alguns cursos que foram muito importantes para mim, tais como: Projetos Paisagísticos, Parques urbanos, MS Project (Programa de Gestão de Projetos). A Aline Mantovani Arquitetura surgiu naturalmente, sinceramente não foi nada planejado, voltei para a minha cidade, Maringá, no ano de 2016 e comecei a fazer alguns trabalhos de arquitetura de interiores, decoração de apartamentos, casas , escritórios, etc. As coisas simplesmente foram fluindo espontaneamente. Hoje trabalhamos com projetos  comerciais e residenciais, interiores (decoração), urbanismo, paisagismo e também administração de obras, entre outros. Meu último projeto e Administração de Obras foi justamente a loja do Alambique da Cachaça Companheira, o que, para mim, foi um grande privilégio. Agora estamos no desenvolvimento de um novo trabalho, um brewpub, onde além de vender a cerveja também se produz artesanalmente.

C.P.:  Poderia nos detalhar o projeto do Alambique Loja Companheira? Como foi o contato, qual o desafio proposto e o ponto de partida?
Arquiteta Aline Mantovani: O objetivo era dar uma sofisticação no ambiente, mas sem perder a rusticidade, um ambiente despojado e ao mesmo tempo sofisticado. Muita gente adora o estilo rústico, mas não sabe que é possível introduzi-lo em uma casa de estilo moderno de forma harmoniosa. Na verdade, a união do rústico e do moderno é uma das combinações mais bonitas, interessantes e originais em decoração. Tem-se ao mesmo tempo o aconchego e a intimidade do estilo rústico e a sofisticação do estilo moderno. Como por exemplo, as prateleiras de madeira contrastando harmoniosamente com a cerâmica em alto relevo, um dos elementos mais usados atualmente na decoração moderna. Além disso, a fita de led inclusa, também muito usada na arquitetura de requinte,  ressaltou ainda mais as cores das bebidas. Temos também como exemplo o piso porcelanato cimentício, na área externa contrastando com os bancos produzidos através dos barris de carvalho, e com a própria madeira do pergolado, entre outros exemplos.  Não podemos esquecer de citar nossa aposta no revestimento que simula o antigo “tijolinho”, muito utilizado antigamente, e agora voltou com força total e está entre as maiores tendências no mundo inteiro, e que nos surpreendeu como é fácil torná-lo harmônico com os mais variados tipos de revestimentos. Outro elemento que dá um toque maravilhoso de requinte é a luminária, confeccionada com a própria garrafa do alambique, foram fixadas em uma chapa metálica, e usadas soquetes pequeninos e lâmpadas G9 de última geração para que alcançássemos o objetivo desejado. Essas misturas de detalhes rústicos e modernos incorpora o melhor dos dois estilos: o praticidade e conforto do segundo e o aconchego e intimidade do primeiro. Outra forma de trazer aspecto mais rústico é a utilização de uma iluminação mais indireta, dramática e pontual, com cores mais quentes e marcando determinados acabamentos, neste caso a cerâmica na cor branca com efeito 3D aplicada ao fundo das prateleiras de madeira onde abrigam as garrafas das bebidas, realçando ainda mais as diversas cores dos produtos.

Alambique companheira - interior 1

Outra intenção que o cliente tinha era de expor seus diversos prêmios e produtos transmitindo aos consumidores maiores detalhes e informações sobre o mundo do alambique. Sendo assim, surgiu a ideia de fazermos uma espécie de mural com um porcelanato retificado com aspecto de pedra iluminada por uma fita de led expondo seus principais prêmios, e ao redor deste uma grande área de vegetação, dando um charme a mais a essa exposição.

Companheira painel

Para expormos os produtos e suas características, foi idealizado três vitrines, uma exibindo as cachaças, outra os licores e por último os diversos kits de presentes. A intenção foi deixar a área externa agradável para que o cliente possa ver os produtos com calma, entender suas características, degustá-los e se sentir à vontade na área de estar onde encontram-se os bancos, pergolado e trepadeiras que irão abraçar o ambiente, conforme mostra figura a seguir:

Companheira móvies

A respeito da fachada a idealizamos com linhas retas que remetem a simplicidade e objetividade do conceito do projeto. As linhas retas nos permitem uma ousadia maior quanto a harmonia entre os elementos da construção e elementos pontuais decorativos e acabamentos. Como podemos analisar na figura a seguir, mesclamos as linhas retas da arquitetura contemporânea , com a rusticidade da madeira do pergolado, o revestimento de tijolinhos, o metálico na cor preta, a vegetação do jardim vertical e o letreiro conforme a logomarca do alambique.

Fachada companheira

Acredito que a poluição visual não chega a um projeto bem estudado e um traço mais simples e reto em sua conceituação.  Nesta obra,  à esquerda encontra-se a área externa de estar, onde os visitantes podem através das vitrines conhecer e escolherem seu produto, podem visualizar o menu, degustar as bebidas, ter um bate-papo acomodado nos bancos, e à direita a área interna voltada para a funcionalidade do ambiente, acomodar os prêmios as bebidas, montagem dos kits e embalagens.

C.P.: Por ser um ambiente também gastronômico, além de loja, quais os cuidados principais que nortearam seu trabalho? Qual o prazo total de execução até a entrega?
Arquiteta Aline Mantovani: Na verdade, por enquanto ainda não é um espaço gastronômico, os proprietários estão estudando a possibilidade de eventualmente realizarem festival de food truck. Quanto a isso temos muito espaço disponível. Quanto aos prazos, a princípio a ideia era apenas reformar o espaço existente, que além de deteriorado estava pequeno para o atendimento e exposição dos produtos, que vem crescendo cada vez mais. Conforme nossas análises, constatamos que a estrutura não suportaria as modificações necessárias. Então começamos um novo estudo, prevendo a demolição do espaço antigo e a construção do novo, mas sem perder as raízes. A definição do projeto durou em cerca 2 meses, e a obra cerca de 4 meses. Foi um processo rápido ao meu ver diante da complexidade de alguns detalhes.

Aline Mantovani - finalização do projeto

C.P.: É um tipo de projeto o qual já tinha feito antes, seguiu alguma inspiração, ou realmente foi totalmente personalizado e criado por vocês?
Arquiteta Aline Mantovani: Não, nunca tinha feito nada parecido, e também nunca vi nada parecido. O que aconteceu foi captar as necessidades do cliente, tornar o espaço funcional de acordo com suas precisões. As combinações dos revestimentos me inspirei bastante no que tenho visto nos eventos de decoração que acontecem pelo País, inclusive na casa cor Rio 2016 foi bastante usado essa combinação: tijolinho, ferro preto torcido e madeira. As inspirações que tive e posso citar é a respeito da luminária principal e o banco feito do barril da cachaça. A luminária principal trata-se de uma luminária pendente, produzida com 70 garrafas da própria cachaça, tive como inspiração um bar no bairro do Leblon no Rio de Janeiro chamado Stuzzi, que possui algumas garrafas com iluminação fixada no teto. Como queríamos desenvolver algo com maior requinte, foi feito uma chapa metálica fixada à laje, e nela as garrafas foram instaladas de forma uniforme. O fundo foi cortado para a circulação de ar, a lâmpada usada foi a G9 para ficar uma iluminação discreta, por serem pequeninas,  e os soquetes foram presos por uma rolha, para dar sustentação. Foi um trabalho realmente minucioso. Mas graças a competência de nossos profissionais foi um sucesso!

Lustres espaço companheira
Os bancos feitos de através do barril da cachaça foi uma imagem semelhante que encontrei na internet, porém não me lembro a fonte, e a partir disso fomos conversando e testando com o marceneiro para chegarmos a um modelo ideal, pois é bem complexo trabalhar com esses barris, dependendo da forma que é cortado ele se desmancha por inteiro, foi um trabalho também muito bem feito.

Sofás alambique companheira

C.P.: Em sua visão, como especialista em ambientação e design, qual a importância de um alambique, de uma cervejaria ou vinícola investirem e apostarem em projetos como esse?
Arquiteta Aline Mantovani: Com certeza há uma valorização da marca espelhada ao ambiente, pois oferecer um bom produto e ter serviço de qualidade são elementos básicos de um ambiente ligado a este ramo e não um diferencial. Aqueles estabelecimentos que oferecem somente isso aos seus clientes dificilmente se destacam no concorrido mercado de bebidas. A arquitetura, ao criar uma ambientação diferenciada com certeza ajuda o estabelecimento se destacar e atrair a clientela. A iluminação é um dos fatores importantes para tornar o ambiente aconchegante a iluminação com tons quentes (amarelo, laranja, vermelho), são muito indicadas para a conquista dos clientes. Isso porque esse tipo de iluminação proporciona excitação e sensação de alegria, encantando a clientela e fazendo com que ela permaneça mais tempo no local. Clientes satisfeitos tendem a convidar outros conhecidos para poderem desfrutar da mesma experiência agradável que tiveram naquele ambiente. A decoração diferenciada é outro fator essencial, devemos sempre caminhar para o inusitado, inusitado não precisa ser algo revolucionário, são detalhes que fazem toda a diferença, como objetos personalizados, mobiliário confortável, e principalmente muita criatividade. Isso é o que faz as pessoas se encantarem, fazerem retratos, postarem nas redes sociais, divulgando o estabelecimento de forma gratuita, isso não é o máximo? Nos dias de hoje, na minha opinião, essa é uma das melhores formas de atrair os clientes. Os clientes, antes mesmo de irem ao local, já idealizam o seu espaço e se a realidade não for ao encontro com o esperado há uma quebra de confiança e a volta desse cliente ao estabelecimento não ocorrerá.

Evento Companheira

C.P. Então houve uma aposta nas cores também para identificação com logomaca e de objetos de complementação e de interior para alusão ao produto, como no caso de móveis e luminárias?
Arquiteta Aline Mantovani: Sim, com certeza. Além de utilizarmos bastante a madeira, que remete às cores dos barris, as garrafas da própria cachaça que foi utilizada para fabricação da luminária, e barris de carvalho para fabricação dos moveis são exemplos disso. Foi usado também o letreiro localizado no jardim vertical da fachada,  e também no portal colocamos um vidro com a estampa do brasão da cachaça.

Ambiente interno companheira

C.P. Também em sua visão de especialista, como o ambiente interfere na atração ao consumidor? O aconchego oferecido, o requinte, etc. podem ser traduzidos no “sentir-se” bem e inspirar o consumo?
Arquiteta Aline Mantovani: Sim, com certeza. O objetivo é que o cliente se sinta no universo da bebida. Por isso a criação de um ambiente quase que cenográfico, desenvolvendo móveis e objetos de decoração para encantar e atrair o cliente, diferentemente de lugares frios, cheios de prateleiras e sem conceitos, focados apenas em vender os produtos. A grande intenção é que os visitantes se sintam à vontade, se encantem pela história e essência da bebida, crie amizades, e adquira informações sobre a cachaça. Isso traz a sensação de entrar realmente neste mundo.

C.P.: Na área de bebidas usamos muito o termo “harmonização”, quando uma rótulo realmente complementa um determinado petisco ou prato. Podemos usar harmonização também para um produto e loja que o comercializa ou ambiente em que ele está sendo degustado?
Arquiteta Aline Mantovani: Harmonizar, nada mais  é que a arte de combinar, é testar, combinando os sabores dos alimentos com as características das bebidas, buscando a parceria ideal para que essa seja uma experiência que inspire e agrade nossos sentidos. Na arquitetura acredito que também podemos usar esse termo na questão da harmonização dos diversos revestimentos utilizados, com texturas diferentes, com iluminações empregadas de formas inusitadas, combinando com a vegetação, pedras, gesso, entre outros elementos para que possamos obter um resultado final ideal.

Detalhe do ambiente companheira
C.P.: Poderia comentar a respeito do projeto desse brewpub em que está trabalhando agora, mesmo sem indicar a cervejaria? O Alambique Loja Companheira pode ajudar na inspiração desse novo desafio?
Arquiteta Aline Mantovani: A cervejaria já está em construção. Infelizmente não participei deste projeto desde o início, os sócios proprietários contrataram outros profissionais e não estavam conseguindo chegar em uma fachada que agradasse a todos. Entrei apenas no estudo de fachada, e particularmente adorei o resultado. Sobre o projeto do alambique ter sido uma inspiração, acho que são propostas totalmente distintas. A cervejaria que seria mais um “brewpub”, pois irão também fabricar sua própria cerveja, pede uma decoração mais industrial, com materiais e texturas diferentes. O que eu posso dizer de semelhança entre os dois, é a ideia de projetar algo que venha atrair o público, através de um produto artesanal de qualidade, onde as pessoas irão se reunir para ter novas experiências e principalmente celebrar a vida, me alegra muito.

C.P. Poderia relacionar de cinco a dez dicas importantes, como um check-list, para que bares, restaurantes, bistrôs, alambiques, vinícolas e brewpubs que estão passando por reforma ou com projeto iniciado de construção não esqueçam e tenham melhores resultados?
Arquiteta Aline Mantovani: Sim, segue:
– No espaço dos clientes deve-se pensar nas crianças, idosos e deficientes físicos. Atualmente há leis e normas que devem ser seguidas em relação à isso (Norma Técnica NBR 9050).
– Outro assunto importante é a escolha correta dos revestimentos dos pisos para segurança dos clientes, evitando pisos escorregadios especialmente nas rampas e escadas. Atenção também na escolha dos  revestimentos de parede e teto para minimizar os ruídos inconvenientes.
– Outro itens importantes são a ventilação, circulação de clientes e funcionários, cuidados com a visão que cada cliente terá tanto da área externa como da área interna. Ressaltando que ambientes mais sofisticados tem mais espaço entre as mesas.
– Em relação a bares e restaurantes, se o objetivo é que o cliente permaneça muito tempo no recinto, atenção especial aos assentos e mesas, devem ser ergonômicos e aconchegantes.
– A iluminação deve ser de preferência mais difusa, que se espalha e não provoca sombras fortes, tornando assim o ambiente mais aconchegante.  No que diz respeito à restaurantes, os pratos devem ser bem iluminados, e a iluminação que altera a cor dos alimentos deve ser evitada.
– O ambiente deve ter decoração que chame a atenção, com detalhes que façam o cliente ter curiosidade em vê-los e se sinta cativado, para que além de indicar o estabelecimento torne-se um cliente frequente.

portal de entrada companheira

C.P.: É apreciadora de bebidas finas? Poderia citar um ou mais rótulos de cerveja artesanal, vinho ou cachaça fina que conheceu recentemente e recomenda?
Arquiteta Aline Mantovani: Sim, acho fascinante e contagiante esse mundo! Quanto a cerveja artesanal sou declaradamente apaixonada pela belga Leffe Blond e Franziskaner uma cerveja de Trigo Alemã. Vinho o que eu posso dizer são minhas uvas prediletas: Malbec, Syrah e Pinot Noir. E cachaça, sou também declaradamente apaixonada pela Imburana da Companheira e gosto muito também da Claudionor

Serviço: Contatos com a arquiteta Aline Mantovani podem ser feitos pela página no face da empresa https://pt-br.facebook.com/alinemantovaniarquitetura/, pelo e-mail alinemantovaniarquitetura@gmail.com, ou ainda pelo fone (44) 99818-1250.

Reportagem completa

A entrevista completa com a arquiteta Aline Mantovani e a reportagem sobre o alambique loja de uma das cachaças mais premiadas do País são destaque na próxima edição da revista Carta Premium, que traz um balanço dos meses de agosto e setembro no mercado de bebidas. Acompanhe todas as edições da revista e baixe as versões para smartphones em: https://revistacartapremium.com.br/nossas-edicoes-2/

 

Artigos Relacionados

1Comentários

  1. Paulo Sant'Ana
    Paulo Sant'Ana agosto 31, 18:48

    Parabéns Aline Mantovani você é incrível.
    Paulo Sant’Ana

    Responder a este comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

um + catorze =

Premiada internacional da ‘Capital do Chope’

Deguste o melhor espírito brasileiro

Workshop dia 15, não perca!

Entre as Melhores do Continente

Tradição Italiana, Brasilidade e Excelência

Entre as mais premiadas do Brasil

Especiais para coquetelaria

Cervejaria de Excelência

Entre as melhores mundiais

Espíritos especiais e brasileiros

Primeiro gim brasileiro a ganhar medalha internacional

No top 3 da qualidade

Exclusividade brasileira premiada nos EUA

LInha excepcional

A revelação internacional do ano

Conheça e comprove a excelência

Para os melhores empreendimentos

Destilado único e especial

Cerveja Premiada para sua Carta?

Rótulos singulares

Unicamente brasileira

Entre os melhores do Brasil!

Especialíssima

Nobreza Premiada

Vinhos aprovados por especialistas

No lista TOP brasileira

Pronta para servir e conquistar

Uma geração de qualidade

Vinhos de primazia

Padrão de qualidade

Não podem faltar na carta