Revista Carta Premium

VOCÊ CONHECE OU ESTÃO NA SUA LISTA? As 50 melhores cachaças do novo Ranking da Cúpula, muitas das quais entrevistadas ou em destaque em nossas últimas reportagens para você avaliar em detalhes

VOCÊ CONHECE OU ESTÃO NA SUA LISTA? As 50 melhores cachaças do novo Ranking da Cúpula, muitas das quais entrevistadas ou em destaque em nossas últimas reportagens para você avaliar em detalhes

VOCÊ CONHECE OU ESTÃO NA SUA LISTA? As 50 melhores cachaças do novo Ranking da Cúpula, muitas das quais entrevistadas ou em destaque em nossas últimas reportagens para você avaliar em detalhes
fevereiro 08
14:58 2018

Cases de sucesso, referências de qualidade ou uma lista de ótimas indicações para a carta de qualquer empreendimento cinco-estrelas? Na verdade, o III Ranking da Cúpula da Cachaça une tudo isso, por não deixar de lado a escolha popular das melhores do País e também por levá-las a um juro técnico e especializado, que ajudou a posicionar os melhores destilados.  E muitas das melhores cachaças do País já foram apresentadas com entrevistas exclusivas aqui na Carta Premium tanto em nossas edições agora bimestrais ou mesmo em matérias exclusivíssimas do Portal.

A Cachaça Companheira, por exemplo, de Jandaia do Sul, no PR, foi eleita novamente a terceira melhor cachaça ouro do Brasil segundo o novo ranking da Cúpula, ratificando sua posição de top que já ocupava na mesma avaliação Carta Premium - capa 4a ediçãoanterior.  Triplamente dourada em 2016, com medalhas inéditas e importantes para o mercado brasileiro concorrente com outros destilados de consagrados produtos mundiais, a Companheira nos recebeu em sua sede no ano passado. Aliás, inclusive foi capa de nossa penúltima edição.

Nessa visita, conversamos com o engenheiro químico Natanael Bonicontro, responsável pelo alambique junto com suas filhas Raquel e Sara, e conhecemos alguns dos segredos e filosofias que fazem um destilado premiado e desejado.  “Muita gente não sabe ainda que existe cachaça muito melhor ou lado a lado com qualquer outro destilado no mundo. As cachaças que se popularizaram no Brasil em anos, décadas anteriores, não eram boas, não tinham valor agregado e não formaram uma boa imagem. Podemos fazer um paralelo com o vinho nacional, com a cerveja. Há todos os tipos de versões dessas bebidas, mas nem todas realmente são boas, têm valor agregado, muitos optam pelo baixo custo de produção e baixo valor de venda. E foram essas cachaças que acabaram abrindo o mercado lá fora, então também precisamos mudar a cultura aqui e no exterior, pois o gringo ainda vê a cachaça como bebida para fazer a caipirinha e não para degustar como faz com outros destilados. Quando conhecem um produto melhor, uma cachaça superior, eles se surpreendem tanto que não acham que é a mesma bebida”, comentou o empreendedor à época de nossa visita.

Para Natanael, o destilado e o mercado de bebidas alcoólicas em geral, é uma ótima oportunidade para bons Cachaça Companheira 12 anosprodutos. “Está no contexto de diversão, comemoração, apreciação, em um contexto social de alegria, de encontro. Por isso precisa corresponder a esta expectativa de brindar bons momentos. E de todos os destilados no mundo, parece que a cachaça é o destilado que tem maior oportunidade de crescimento, de conquista de novos patamares”.

Além da versão Extra Premium, terceira melhor do Pais em sua categoria, a empresa tem em destaque uma novidade apresentada no final do ano passado: a Companheira 12 Anos, em edição limitada, numerada e comemorativa. Essa versão é originária de um blend de cachaças guardadas por mais de 12 anos em barris especiais, com produção similar a dos melhores uísque. O blend é assinado por 4 especialistas, a garrafa é francesa serigrafada, com gargalo em cobre, tampa de vidro e cortiça, numeração em placas de cobre. Além disso é fornecido em kit com embalagem caixa de madeira com fundo de espelho e tampa de vidro, brasão decorativo em cobre e folheação em ouro 24 quilates, com 2 taças de cristal para cachaça, personalizadas. Nessa edição foram disponibilizadas apenas 200 garrafas de um total estimado em apenas 1.160. Mais informações: www.cachacacompanheira.com.br

Confira reportagem completa sobre a Companheira em nossa penúltima edição: CLIQUE AQUI.

Outra recém-entrevistada por nossa reportagem que figura com três rótulos na lista das 50 melhores cachaças do País (veja o Ranking completo no final da reportagem) é a Natique com as marcas:
– Santo Grau Solera PX (envelhecida em barris de carvalho usados anteriormente para vinho jerez), que ficou na 24a. colocação na Categoria Ouro.
– Santo Grau Solera Cinco Botas (também envelhecida em barris de carvalho utilizado antes em vinho Jerez), que ficou na 33a. colocação na Categoria Ouro.
– Santo Grau Itirapuã (envelhecida em barrris de carvalho e jequitibá), que ficou na 34a.colocação na mesma categoria.

Luiz  Natique

Em nossa última edição – novamente com pé direito premiado – nós entrevistamos Luis Henrique Munhoz, presidente do grupo que apontou também o crescimento desse mercado e como a cachaça especial vem conquistando consumidores. “O mercado de bebidas premium, de maior qualidade e maior valor, como um todo apresenta crescimento, com destaque para as cachaças. Em números, o segmento de cachaça artesanal vem sendo cada vez mais reconhecido pelo consumidor. Apesar do nicho de cachaças de mais alto valor (segmentos de preço ‘standard’, ‘premium’ e ‘super premium’, segundo nomenclatura reconhecida no mercado internacional) não ser bem auditado, é possível notar um crescimento de mais de 100% entre os anos de 2006 e 2016.  Na minha previsão, em dez anos, em termos de faturamento, a cachaça artesanal vai representar quatro vezes o que representa hoje”, destacou o executivo.

Atualmente a empresa tem três marcas consagradas de cachaça em sua linha: Santo Grau, Espírito de Minas e Saliníssima, todas artesanais com origens em selecionados engenhos do Brasil. São produtos de três Estados e cinco regiões diferentes, respeitando as características e peculiaridades de cada origem. “Nós oferecemos cachaça artesanal premium de todos os segmentos com variedade de tipos de envelhecimento, madeiras, faixa de preço, etc. Somos a única empresa brasileira que oferece cachaça premium para todos os gostos e bolsos, em uma única compra, nosso cliente consegue criar uma carta completa e diversificada de cachaças”.

Santo Grau ilust

Ele explica que a cachaça premium já não é mais uma aposta diferenciada, mas sim um item obrigatório em cartas atuais: “O crescimento das cachaças artesanais reflete a busca do próprio consumidor por uma bebida autêntica e de qualidade, sem contar o fato de ser um produto nacional e muito versátil. A cachaça é um destilado que pode ser apreciado em doses como aperitivo ou em inúmeros coquetéis. Temos descoberto a cachaça em drinques das mais variadas combinações, substituindo outros destilados em clássicos como o Negroni ou presente em releituras do popular Rabo de Galo, além das tradicionais caipirinhas, que são cada vez mais elaboradas e ganham força na coquetelaria brasileira. De acordo com pesquisa da agência Llorente & Cuenca, a cachaça está entre os 4 destilados mais desejados entre o público A e B, no Rio de Janeiro e em São Paulo sendo a categoria de preferência de 14% dos consumidores”.

Veja a reportagem completa com a Natique e em detalhes as marcas Santo Grau em nossa última edição: CLIQUE AQUI.

 

Página - 5a edicao

As 50 melhores cachaças do Brasil

Confira aqui o resultado final do III Ranking da Cúpula da Cachaça:

Categoria Cachaças Brancas
1a. Princesa Isabel Aquarela, de Linhares, ES;
2a. Sanhaçu Freijó, de Chã Grande, PE;
3a. Tiê Prata, de Aiuruoca, MG. A Tiê foi um dos destilados brasileiros mais premiados internacionalmente no ano passado. Veja reportagem em nossa penúltima edição, CLIQUE AQUI.
4a. Século XVIII Rótulo Azul, de Cel. Xavier Chaves, MG;
5a. Volúpia, de Alagoa Grande, PB;
6a. Engenho São Luiz Amendoim, de Lençóis Paulista, SP;
7a. Reserva do Nosco Prata, de Resende, RJ;
8a. Serra Limpa, Duas Estradas, PB;
9a. Coqueiro Prata, de Paraty, RJ
10a. Da Quinta Branca, de Carmo, RJ
11a. Caraçuípe Prata, de Campo Alegre, AL;
12a. Nobre (inox), de Sobrado, PB;
13a. Engenho Pequeno, de Pirassununga, SP;
14a. Sebastiana Cristal, de Américo Brasiliense, SP;

Ilustrativa da Tie

Categoria Ouro
1a. Vale Verde 12 anos, de Betim, MG;
2a. Magnífica Reserva Soleira, de Vassouras, RJ;
3a. Companheira Extra Premium, de Jandaia do Sul, PR;
4a. Sebastiana Carvalho, de Américo Brasiliense, SP. Em nossa última edição, a Sebastiana foi destaque entre uma seleção especial de drinques. CONFIRA AQUI
5a. Weber Haus Extra Premium Lt. 48, de Ivoti, RS;
6a. Weber Haus Amburana, de Ivoti, RS;
7a. Casa Bucco Envelhecida, de Bento Gonçalves, RS;
8a. Leandro Batista, de Ivoti, RS;
9a. Middas Reserva, de Adamantina, SP;
10a. Canarinha, de Salinas, MG.
11a. Werneck Safira Régia, de Rio das Flores, RJ. Veja reportagem especial sobre a Werneck. CLIQUE AQUI.
Safira Regia Werneck12a. Weber Haus Premium 7 Madeiras, de Ivoti, RS;
13a. Engenho São Luiz Extra Premium, de Lençóis Paulista, SP;
14a. Authoral Gold, de Brasília, DF;
15a. Cedro do Líbano, de São Gonçalo do Amarante, CE;
16a. Werneck Ouro, de Rio das Flores, RJ;
17a. Anísio Santiago/Havana, de Salinas, MG.
18a. Tabúa Flor de Ouro Exportação, de Taiobeiras, MG;
19a. Indiazinha Flecha de Ouro, de Abaetetuba, PA;
20a. Princesa Isabel Jaqueira, de Linhares, ES;
21a. Claudionor, de Januária, MG;
22a. Da Tulha Ouro, de Mococa, SP;
23a. Da Quinta Amburana, de Carmo, RJ;
24a. Santo Grau Solera PX, de Itirapuã, SP;
25a. Sanhaçu Umburana, de Chã Grande, PE;
26a. Pardin 3 Madeiras, de Camanducaia, MG. Mal foi apresentada ao mercado no ano passado e a Pardin é outra colecionadora de medalhas. Veja matéria. CLIQUE AQUI
Pardin - ilustrativa27a. Porto Morretes Premium, de Morretes, PR;
28a. Leblon, de Patos de Minas, MG;
29a. Havaninha, de Salinas, MG;
30a. Colombina 10 anos, de Alvinópolis, MG;
31a. Magnífica, de Vassouras, RJ;
32a. Matriarca Ouro Jaqueira, de Caravelas, BA;
33a. Santo Grau Solera Cinco Botas, de Itirapuã, SP;
34a. Santo Grau Itirapuã, de Itirapuã, SP;
35a. Sebastiana Castanheira, de Américo Brasiliense, SP;
36a. Saliníssima,  de Salinas, MG.

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

3 × 1 =

IMPERDÍVEL, EM MAIO!!!

Rótulos singulares

Destilado especial brasileiro

Seleção premiada

Vinhos em sua maior expressão

Harmoniza com a excelência

Para apreciadores exigentes

Pronta para servir e conquistar

Escolha assertiva para as cartas

Não esqueça na carta

Para os melhores empreendimentos

Vinhos finos e desejados

Produtos únicos e especiais

Linha excepcional

De reconhecimento internacional

Sabor e Requinte

Unicamente brasileira

LEIA AGORA: 5a. EDIÇÃO

Mensagem Especial

Com originalidade e paixão

Muito sabor, aroma e qualidade

Qualidade de uma nova geração