Revista Carta Premium

ENTREVISTA ANTECIPADA: “Há pouco mais de 1 ano eram dois gins brasileiros de qualidade, hoje são mais de 20 e muitos mais surgirão”. Domingos Meirelles, diretor do Gin Club Brasil, destaca a bebida no cenário nacional. Selecionamos quase 20 ótimas opções para sua carta!

ENTREVISTA ANTECIPADA: “Há pouco mais de 1 ano eram dois gins brasileiros de qualidade, hoje são mais de 20 e muitos mais surgirão”. Domingos Meirelles, diretor do Gin Club Brasil, destaca a bebida no cenário nacional. Selecionamos quase 20 ótimas opções para sua carta!

ENTREVISTA ANTECIPADA: “Há pouco mais de 1 ano eram dois gins brasileiros de qualidade, hoje são mais de 20 e muitos mais surgirão”. Domingos Meirelles, diretor do Gin Club Brasil, destaca a bebida no cenário nacional. Selecionamos quase 20 ótimas opções para sua carta!
agosto 22
17:54 2018

Teaser editorial: reservamos tantas novidades para a próxima edição, tantos destaques e entrevistas que, enquanto estamos no acabamento final (falta pouco!), decidimos apresentar já umas das principais matérias. E o tema é um dos mais importantes para a carta de qualquer empreendimento: o gim, bebida que passou a ser uma das mais presentes e pedidas na coquetelaria nacional, de Norte a Sul do País e que será o tema central do nosso primeiro Workshop, dia 28, em parceria com a Prodrinks (clique ou veja mais informações no final da reportagem).

Nossa Reportagem entrevistou Domingos Meirelles, diretor geral do Gin Club Brasil, plataforma de promoção e divulgação do gim pelo mundo, que começou há 8 anos em Portugal e está no Brasil desde 2014. O especialista destaca justamente essa ascensão da bebida na coquetelaria brasileira. Confira a entrevista exclusiva, que será publicada na íntegra e em destaque em nossa próxima edição:

Revista Carta Premium: As mudanças que o mercado de alimentação fora do lar viveu no Brasil, com uma espécie de “gourmetização” pelo lado da gastronomia e “premiunização” pela lado das bebidas, têm ajudado ou ajudou nesse novo movimento da coquetelaria e também na retomada do gim como um dos protagonistas?
Domingos Meirelles: É possível que sim. Mas em relação ao gim acredito mais que tenha sido a tendência mundial que chegou ao Brasil. O fenômeno do Gim Tônica, da forma como está a ser atualmente servido,
com uma taça ou copo maior e por isso mesmo uma proporção maior de água tônica em relação à quantidade de gim, foi inicialmente popularizado na Espanha e chegou ao Brasil com um pequeno delay. Porém, neste momento, atingiu com força. Credito a essa tendência mundial o aumento do consumo de gim muito mais do que propriamente as mudanças mercado de alimentação fora do lar.

Gin Club Brasil - Cursos Treinamentos

Carta Premium: Há hoje uma tendência maior da profissionalização na área da coquetelaria?
Domingos Meirelles: Acredito que sim. Conforme mais pessoas vão aderindo aos coquetéis, maior atenção os bartenders vão atraindo e consequentemente são mais exigidos. Isso faz com que busquem mais informações e formação para poderem dar respostas às exigências do mercado. Acredito também  que essa atenção atrai outro tipo de profissionais que antes não olhavam para esta profissão como uma carreira. Um pouco parecido com o que aconteceu com a gastronomia há 15 ou 20 anos atrás.

Carta Premium: Quais características são essenciais para uma carreira nessa área?
Domingos Meirelles: Um bartender tem que ter as mesmas qualidades e características de qualquer profissional que trabalhe em serviços que lidam diretamente com o público, sem nunca esquecer que, pelo fato de estar geralmente a servir bebidas alcoólicas aos seus clientes, isto aumenta o seu grau de responsabilidade. Tem que ser dedicado, responsável, honesto. Depois a simpatia, curiosidade em aprender e o brio vão fazer a diferença entre ser
ou não ser um grande bartender. Como disse não muito diferente de outras profissões. Quando fazemos palestras e encontros, vemos que ainda é a fraca qualidade de formação de base, falo especialmente na dificuldade no idiomas e cultura geral.

Treinamento Gin Club Brasil

Carta Premium: Quanto aos nacionais, ainda há um grande desconhecimento a respeito da boa qualidade de gins brasileiros? Já é possível encontrar no mercado gins especiais produzidos por aqui e que estão lado a lado com boas
marcas internacionais?
Domingos Meirelles: São processos que levam algum tempo, ainda assim as coisas têm mudado a um ritmo alucinante no Brasil. Há pouco mais de uma ano existiam duas marcas brasileiras com gim qualidade, hoje são mais de 20 e muitas mais surgirão nos próximos 2 a 3 anos. Garantidamente hoje já se produz gim de qualidade no Brasil. Não quer dizer que todo o gim produzido no Brasil é de qualidade, assim como no exterior também se produz gim ruim.

Carta Premium: Têm notado alguma tendência no mundo do gim?
Domingos Meirelles: Penso que a grande tendência mundial é crescimento do “flavored gin”. Se bem que exista quem argumente que todo o gim é flavored. Existe um crescente aumento do número de botânicos usados na produção de gim e especialmente uso de botânicos cada vez mais exóticos. Acredito também que o sabor a zimbro
apesar de ser sempre o sabor predominante tem tendência e ficar menos marcante. Dentro dos rótulos nacionais há bom gin, como o Draco, Beg, Arapuru, Amazzonni, entre outros (veja a seleção no final dessa reportagem).

Workshop sobre Gim - Gin Club BrasilCarta Premium: O que levar em conta para escolher o rótulo certo de gim para um empreendimento?
Domingos Meirelles: Penso que mais que encontrar o rótulo certo, que é sempre questionável devido aos diferentes estilos de gim, é preciso ter uma boa carta de gins para poder atender um público cada vez mais interessado e exigente.

Carta Premium: Como apreciador e especialista de bebidas finas, poderia citar também outras bebidas nacionais de destaque?
Domingos Meirelles: Obviamente existem dois produtos que se destacam no Brasil: a cachaça e o espumante. A cachaça por razões óbvias, por ser uma bebida brasileira, o espumante porque existem condições ótimas para a produção deste tipo de vinho no Brasil. A prova disso são os inúmeros prêmios que os espumantes brasileiros têm
ganho em concursos internacionais.

Carta Premium: Atua como palestrante e consultor?
Domingos Meirelles: Eu e empresa atuamos sobretudo como palestrantes e na organização de eventos, no entanto também já temos sido chamados para serviços de consultoria, em especial para assuntos relacionados com Gim e Gim Tônica. Aos interessados, contatos do Gin Club: (11) 3141-9444, e-mail: info@ginclub.com.br e site: www.ginclub.com.br .

De olho no mercado
Confira nossa seleção de gins especiais para ter na carta do seu empreendimento

Minna Marie
Gin Minna MarieCom diversos rótulos de cachaça premiados nos últimos anos, a Microdestilaria Hof apresentou há cerca de 1 ano a sua linha especial de gins, que inclui o primeiro gim descansado em barricas de carvalho produzido no Brasil. Batizado de Minna Marie, uma homenagem à mulher que é matriarca da família Braunhloz, que emigrou para o Brasil, o gim da Hof está disponível nas versões London Dry tradicional e OAK Aged. A versão OAK Aged traz um tom levemente mais escuro, resultado do descanso por algumas semanas em barricas de carvalho francês. Já a versão tradicional, cristal, com rótulo azul, pura e branca, não descansa em barris. O Minna Marie apresenta uma receita exclusiva envolvendo 15 botânicos, além das bagas de zimbro e sementes de coentro. Com 40% de teor alcoólico, está disponível em embalagens de 750 ml e 375 ml. A versão tradicional recebeu a Medalha de Duplo Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas Edição Brasil 2018. Informações na página: http://www.microdestilariahof.com.brO Minna Marie será um dos destaques do Workshop I Oficina Pro “Compartilhando Experiências de Sucesso com o Gim” (detalhes no final da reportagem).

Silver Seagers London Dry
seagersA marca de gim Seagers é produzida no Brasil pela Distillerie Stock há mais de 80 anos com a mesma fórmula original britânica. No ano passado, lançou a versão Silver Seagers London Dry, resultado de harmonioso mix de diferenciadas ervas e especiarias importadas, sendo mais de 20 botânicos. Esta harmoniosa combinação botânica confere a esse rótulo um toque único e diferenciado de aromas e sabor, sem perder a alma do gim que é o clássico sabor de Zimbro. A graduação alcoólica 45,3% Vol. Esse gim foi o campeão na prova de degustação realizada pelo jornal O Estado de São Paulo há pouco mais de um ano. Mais informações: http://www.stockdobrasil.com.br . O Seagers também fará parte das degustações e apresentações sensoriais do Workshop I Oficina Pro “Compartilhando Experiências de Sucesso com o Gim”.

Draco Dry Gin
Considerado o primeiro London Dry Premium produzido no Brasil, o Draco é elaborado 100% com álcool de cereais e leva 7 botânicos clássicos na sua receita (cardamomo, raiz de angélica, alcaçuz, coentro, sálvia, casca de limão e de tangerina). Com forte presença do zimbro e graduação alcoólica de 47%, o álcool utilizado como base é feito de milho e sorgo, o que deixa a bebida mais adocicada. Mais informações e pedidos: https://www.facebook.com/pg/dracogin/ .

Loki Dry Gin
Loki Dry Gin - reportagem Carta PremiumMedalha de Prata internacional no Concurso San Francisco World Spirits Competition 2018, o Loki é um gim artesanal premium concebido, desenvolvido e destilado no Brasil. É produto da Destilaria Pinheiros. É uma bebida muito suave, com notas cítricas marcantes e um característico aroma de folhas de manga entre os 11 botânicos que compõem sua receita. Veja reportagem completa sobre o produto: CLIQUE AQUI . Mais informações: https://www.facebook.com/LokiDryGin/ e no site https://www.lokigin.com.br/ . Exclusividade nossa: o Loki, que passará a ser comercializado agora em setembro, também fará parte das degustações e apresentações sensoriais do Workshop I Oficina Pro “Compartilhando Experiências de Sucesso com o Gim”. Seremos o primeiro evento onde os profissionais poderão conhecer a novidade.

Torquay
Produzido pela Destilaria Stoliskoff, de São Roque, no interior paulista, empresa que também faz a produção de cachaça e vodca, entre outras bebidas, é um gim de aromas simples, mas equilibrados e que surpreende na degustação. Sua base é um álcool de cereais (cevada e arroz) resultante da destilação fracionada em alambiques de cobre. A essa matéria-prima são adicionadas bagas de zimbro, cascas de limão siciliano e uma mistura especial secreta de botânicos. Para finalizar, a bebida é filtrada e armazenada em tanques por um período de quinze dias, para que os sabores e aromas secundários se desenvolvam. Do início do processo até o envase são cerca de trinta dias. A graduação alcoólica é de 45%. Esse gim obteve a segunda colocação em prova realizada pelo Jornal O Estado de S. Paulo. A empresa lançou recentemente também excelentes bebidas prontas, como a Gin Tonica e a Gin Lemon. Informações completas: www.stoliskoff.com.brO Torquay também fará parte das degustações e apresentações sensoriais do Workshop I Oficina Pro “Compartilhando Experiências de Sucesso com o Gim”.

torkay
Drycat
Prestes a ser lançado (o produto está em processo final de montagem da fábrica e regulamentação), o Drycat segue na linha dos produtos de nova geração, unindo ingredientes tropicais, asiáticos e mediterrâneos para oferecer um sabor único e corresponder aos paladares mais exigentes. Acompanhe o produto pelo site
http://www.drycatgin.com, ou na página do Facebook https://www.facebook.com/DryCat-Gin-1654832754608915/

Kalvelage London Dry Gin
Kalvelage Gin - lançamento 2018A premiada destilaria Kalvelage, conhecida pela sua vodca premium, que já recebeu medalhas internacionais, lançou recentemente seu London Dry Gin, com 43% de graduação alcoólica e que leva oito botânicos na receita: zimbro, coentro, cardamomo, casca de laranja, rosas, melissa, cidrão e angélica. É elaborado a partir da mesma base alcoólica de cereias utilizada na vodca. Autêntico London Dry Gin, tem em destaque o sabor do zimbro, juntamente com notas herbáceas e cítricas, especialmente o cardamomo. Mais informações: site http://vodkakalvelage.com.br/produtos/br .

Virga Gim Seco
Recentemente reconhecido no The Gin Guide Awards 2018, nas categorias Melhores Inovações e Melhores Gins Produzidos Fora da Europa, o Virga diferencia-se na questão sabor e aromas em relação aos estilos mais tradicionais que usam o álcool neutro. Ele se encaixa na atual tendência gastronômica que tem valorizado as tradições e culturas locais. Além das doses de cachaça, na receita é utilizado o zimbro, sementes de coentro e o pacová, uma semente da Mata Atlântica, da família da Renealmia, mesma do gengibre, que é realmente uma ‘bomba de sabor’. Ao mastigar a semente, você sente um mentolado, um gosto que remete às especiarias como cardamomo, gengibre e cravo e doce que remete à baunilha. Informações: www.virga.com.br . Veja reportagem completa no LINK .

Arapuru
Outro premium London Dry Gin brasileiro, lançado em meados de 2016, o Arapuru também traz botânicos que revelam, através do sabor e do perfume, as riquezas do Brasil, como caju, coentro, imbiriba, puxuri, pacová, bergamota, limão cravo, aroeira, angélica, louro e hibisco, todos desidratados e esmagados manualmente. A fruta caju tem papel de destaque na composição. Para chegar ao resultado final, inúmeras degustações foram realizadas na Inglaterra e dezenas de testes foram feitos o Brasil, em conjunto com os estudantes do Instituto Mauá de Tecnologia. Segue os métodos mais tradicionais de destilação dos melhores gins mundiais gim, com metodologia aprendida com Rob Dorset, um dos maiores destiladores de gim do mundo. Mais detalhes em: http://arapuru.com.br .

Gin Arapuru - ilustrativa

Vitória Régia
Orgânico e lançado há pouco mais de 1 ano, esse gim teve seu método de produção desenvolvido por Erwin Weimann, masterblender da famosa Cachaça Yaguara. Destaque na infusão para casca de limão-taiti e pimenta-da-Jamaica. A base alcoólica usada no Vitória Régia vem do interior de São Paulo, e utiliza um álcool produzido a partir da cana de açúcar orgânica com tecnologia avançada de destilação, que elimina todos os componentes indesejáveis. Esse processo deixa o álcool o mais neutro e puro possível, pronto para receber a infusão dos botânicos. O resultado é uma bebida equilibrada, perfumada na medida certa e com bastante drinkability. Mais informações na página da empresa no Facebook: https://www.facebook.com/vitoriaregiagin/ .

Beg Gin New World Navy
Beg Gin - Campinas SPLançado há poucos meses, esse nova versão do Beg possui 54% de teor alcoólico, que é o maior teor permitido pela legislação do País. E já recebeu Medalha de Ouro no The Gin Masters The Spirits Business 2018 do Global Spirits Master. Nesse concurso a versão tradicional foi Medalha de Prata e a empresa levou o Ouro também como Melhor Destilaria. O Beg é produzido em pequenos lotes utilizando 11 botânicos cuidadosamente selecionados. A sede da empresa fica em Campinas, no interior. Informações: https://beggin.com.br .

Rocks
Produzido pela Fante, de Flores da Cunha, RS, o Rocks O Gin Rock’s é obtido pela destilação de um composto alcoólico retificado, na presença de bagas  de zimbro, adquirindo os aromas e características dessa fruta. Pode compor diversos coquetéis pela sua suavidade. Recentemente, a empresa lançou a versão Gin Rock’s Strawberry, que leva em destaque morango na receita, além hibisco. Mais informações: www.fante.com.br .

Yvy Mar
Também apresentado em 2018, primeiro de uma “trilogia” da destilaria mineira Yvy, essa versão é inspirado no estilo London dry clássico mas, intitulado de brazilian dry gin, com 46% de teor alcoólico que além de zimbro e coentro, leva mais dez botânicos em sua destilação, entre eles: amêndoa, angélica, iris, cítricos e alga kombu. A empresa deve lançar ainda as versões Yvy Terra, que trará a herança dos povos nativos através dos ingredientes, e por fim Yvy Ar, que trará um Brasil contemporâneo, da miscigenação e do Carnaval. Mais informações: https://yvydestilaria.com.br .

Lebbos Hop Dry Gin
Lebbos Gin BackerCom a assinatura da Cervejaria Backer e sua unidade a 3 Lobos Destilaria, esse gim leva uma matéria-prima nobre, usada na fabricação das cervejas: a flor de lúpulo. A Backer pesquisou bastante sobre as possibilidades deste novo produto. “Somos uma cervejaria e está em nosso DNA e de todos os nossos produtos, o uso de ingredientes cervejeiros. Logo, nossa decisão óbvia foi a adição de lúpulo para dar as características herbais e florais de amargor e aroma que gostaríamos. Escolhemos um malte de cereais da melhor qualidade, bem neutro, para a produção de um gim neutro clássico para que o lúpulo se destacasse mesmo. Inovamos no mercado com a adição de lúpulo ao gim, dando a nossa cara e também oferecendo algo com essência cervejeira”, declara Paula Lebbos, porta-voz da empresa. Mais informações: http://cervejariabacker.com.br .

Nordés
Dica especial na linha de gins importados que também é novidade no Brasil, o Nordés é um gim original da Galícia, na Espanha. Com características únicas de um destilado a partir de uvas Alvarinho, típicas da região da Galícia e norte de Portugal, a bebida traz suavidade e sabor que o diferenciam das marcas premium mais tradicionais no mercado. Produzido em uma pequena destilaria em Vedra, perto de Santiago de Compostela, esse gim é elaborado pela maceração de 11 ingredientes botânicos, galegos e de outras regiões da Europa, entre eles zimbro, sálvia, louro, menta, eucalipto, hibisco, cardamomo, gengibre, chá, verbena de limão e salicórnia. O resultado desse processo respeitoso é uma bebida superpremium intensamente aromático, sugestivo na boca e no nariz, de sabor fresco e frutado e aroma equilibrado. O gin Nordés chega ao Brasil pelas mãos do grupo Natique Osborne. Mais informações: http://natique.com.br/br e na página do Facebook: https://www.facebook.com/nordesginbrasil .

 

Jungle Gin
Produzido em parceria com a premiada destilaria Quinta das Castanheiras, esse gim também recebeu a Medalha de Ouro Duplo (Grande Ouro) no Concurso Mundial de Bruxelas Edição Brasil 2018. Foi o primeiro gim brasileiro a receber uma medalha internacional: levou Prata no disputado Spirits Selection 2017, na finalíssima mundial do Concours Mondial de Bruxelles. Combina botânicos altamente selecionados às águas cristalinas de nascentes intocadas, nos tradicionais alambiques de cobre da região. Produzido em pequenos lotes, cada garrafa é engarrafada e numerada pelas mãos de seus criadores. Entre a especiarias presentes na composição estão o anis estrelado, a canela, a pimenta rosa, o manjericão e o Kummel. Informações em detalhes na página da empresa: www.junglegin.com.br . O Jungle também fará parte das degustações e apresentações sensoriais do Workshop I Oficina Pro “Compartilhando Experiências de Sucesso com o Gim”.

Jungle Gim

 

 

Amázzoni

Amazzzoni Gim BrasileiroProduzido no interior do Rio de Janeiro, na Fazenda Cachoeira, situada próxima ao rio Paraíba, cerca de 130 km da capital fluminense, esse dry gim leva 11 botânicos, sendo sete da Amazônia e um deles secreto. Estão presentes na receita cacau, castanha-do-pará, maxixe, cipó-cravo, rainha do lago, louro, coentro, mexerica e aroeira (pimenta-rosa). A garrafa do Amázzoni é feita artesanalmente com vidro reciclado e lembra as de farmácia do século XVIII. Foi outra ótima novidade apresentada em 2017. Entre seus criadores o bartender e empresário argentino Renato Tato Giovannoni, do Florería Atlantico e também criador do gin argentino Principe de los Apósteles. O Amázonni foi eleito em 2018 como o “Best World Craft Producer” e “Best Brazilian London Dry” no Wold Gin Awards 2018. Pedidos e informações: http://www.amazzonigin.com .

WH 48
Produzido pela Weber Haus, também uma das mais premiadas empresas brasileiras no segmento de destilados, o produto está disponível em duas versões. O London Dry Gin WH 48 Orgânico (40%), destilado de zimbro, se diferencia pelo toque da Amburana e especiarias que remetem à madeira. A árvore brasileira oferece aroma e sabor sutilmente adocicado e frutado, além de ser responsável pelo tom dourado do gim, formando uma bebida aromática única. Já o Dry Gin WH 48 Orgânico (44%), destilado em alambique de cobre artesanal handmade, tem o aroma fresco proporcionado pelas folhas da cana e sabor levemente amargo causado pela erva-mate gaúcha e com toque picante do gengibre. Essa última também foi premiada com Medalha de Ouro Duplo (Grande Ouro) no Concurso Mundial de Bruxelas Edição Brasil 2018. Já o London Dry Gin WH 48, recebeu a Medalha de Ouro. Outras informações: http://www.weberhaus.com.br .

Savvy Gim
Lançado no País recentemente, o Savvy já está nas cartas de empreendimentos de destaque como o Fasano, o Guarita e o Guilhotina. Desenvolvido pelo pernambucano Sérgio Marques, é produzido em Portugal. Superpremium, este London Dry inclui Zimbro da Macedônia, limão siciliano, capim limão, laranja, tangerina, raiz de angélica, gengibre, alecrim, tomilho limão, hortelã, eucalipto, cardamomo, coentro, ginseng, alcaçuz, flor da papoula, jasmim, lirio, lavanda e a pimenta chinesa Sichuam. Onde comprar o produto: https://www.theginflavors.com.br/ .

Savvy Gin

Workshop: Compartilhando Experiências de  Sucesso com o Gim

No formato “Case de Sucesso”, a revista  Carta Premium e a Prodrinks Cursos e  Treinamentos realizam a primeira edição da  Oficina Pro, um workshop com certificado de  comparecimento para compartilhar  conhecimentos, técnicas e dicas de  profissionais premiados e reconhecidos  entre os melhores do País, a fim de  contribuir cada vez mais com a  profissionalização na área.

Oficina Pro Carta Premium ProdrinksNessa primeira edição, que terá como  destaque o Gim, a palestrante convidada é  Stephanie Marinkovic, vencedora no Brasil  do Jameson Bartenders’ Ball 2018 e co- proprietária do Espaço 13, também premiado  recentemente como a Melhor Carta de Bebidas  2018 pela Prazeres da Mesa.

O evento é direcionado a proprietários de  bares, bistrôs e restaurantes, hotéis,  mixologitas, bartenders, e profissionais de  bar em geral, além de estudantes de  gastronomia. Entre os temas que serão abordados, estão:
– Como o gim pode dinamizar as receitas do  seu empreendimento com coquetelaria;
– Rótulos nacionais e a qualidade do álcool  usado nos melhores gins;
– Dicas de como escolher o rótulo certo;
– Como incrementar e diferenciais as  receitas com especiarias;
– A sustentabilidade do seu negócio;
– A cachaça como alternativa (Cachaça &  Tônica, e outros)
– E MUITO MAIS: os coquetéis que vão  conquistar no verão como e sua  precificação; degustação orientada de  marcas nacionais, etc.

No evento haverá apresentação e degustação  de bebidas brasileiras, em especial gins. O  gim Loki é uma das presenças  confirmadíssimas no Workshop e será uma  grande oportunidade dos profissionais  conhecerem todos os diferenciais dessa  bebida premiada.

Aos interessados, para ainda reservar as últimas vagas, é só enviar nome completo e telefone  para o e-mail:  eventos@revistacartapremium.com.br . O e-mail será respondido com informações de como se inscrever e se ainda restam vagas na lista de espera. Mais informações no Evento no Facebook.

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

13 + cinco =

Deguste o melhor espírito brasileiro

No top 3 da qualidade

Primeiro gim brasileiro a ganhar medalha internacional

Especiais para coquetelaria

Espíritos especiais e brasileiros

Entre as melhores mundiais

Exclusividade brasileira premiada nos EUA

A revelação internacional do ano

Conheça e comprove a excelência

LInha excepcional

Cervejaria de Excelência

Para os melhores empreendimentos

Destilado único e especial

Cerveja Premiada para sua Carta?

Referência do Nordeste

Rótulos singulares

Unicamente brasileira

Entre os melhores do Brasil!

Especialíssima

Nobreza Premiada

Vinhos aprovados por especialistas

No lista TOP brasileira

Pronta para servir e conquistar

Uma geração de qualidade

Vinhos de primazia

Padrão de qualidade

Não podem faltar na carta