Revista Carta Premium

POR DENTRO DA QUALIDADE: “A cachaça encontra-se no seu melhor momento dos 500 anos de história. Acredito também que, devido ao seu mercado crescente, será um produto de orgulho nacional e terá um destaque que tanto merece em curto espaço de tempo”

POR DENTRO DA QUALIDADE: “A cachaça encontra-se no seu melhor momento dos 500 anos de história. Acredito também que, devido ao seu mercado crescente, será um produto de orgulho nacional e terá um destaque que tanto merece em curto espaço de tempo”

POR DENTRO DA QUALIDADE: “A cachaça encontra-se no seu melhor momento dos 500 anos de história. Acredito também que, devido ao seu mercado crescente, será um produto de orgulho nacional e terá um destaque que tanto merece em curto espaço de tempo”
dezembro 04
16:45 2017

Antes de falar de uma linha inteira de destilados especiais e premiados, vamos indicar alguns reconhecimentos do mercado:
– 2014: Medalha de Bronze na Expocachaça, Categoria Branca Pura, para a Engenho da Cana (Inox)
– 2015: Mundial de Bruxelas, Medalha de Prata para Engenho da Cana (Inox)
Engenho da Cana - Ouro 1l (384x1280)- 2016: Medalha de Bronze na Expocachaça, Categoria Branca Pura, para a Engenho da Cana (Inox); Medalha de Prata, Categoria Madeiras Brasileiras, para a Alambique de Minas Bálsamo; Mundial De Bruxelas, Medalha de Ouro para a Alambique de Minas Bálsamo; Mundial de Bruxelas, Medalha de Ouro para a Nossa Nossa Rainha Amburana.
– 2017: Medalha de Prata na Expocachaça, Categoria Branca Pura, para a Engenho da Cana (Inox); Medalha de Prata na Expocachaça, Categoria, Madeiras Brasileiras, para a Alambique de Minas Bálsamo; Medalha de Prata na Expocachaça, Categoria Madeiras Brasileiras, para a Nossa Rainha Amburana; Medalha de Ouro no Mundial de Bruxelas para a Bola da Vez Amendoim; Medalha de Prata, Mundial de Bruxelas, para a Alambique de Minas (Blend).

Esse minicurrículo mostra que a aposta em produtos de qualidade produzidos pela Engenho da Cana tem ano a ano consolidado não só a marca no mercado, mas também é mais um exemplo dessa nova geração de destilados especiais brasileiros, que se espelham e se comparam aos melhores produtos mundiais do gênero.

Agora sim, um pouco de história

Apaixonado pela bebida, Jacson Dias Morais é sócio-diretor da empresa e lembra um pouco dessa trajetória de percalços, empreendedorismo e muito trabalho: “Sempre fui um apaixonado por cachaça, embora fosse de uma área que não tinha ligação direta com os meios agroindustriais e sim metalúrgicos. A cada dia via o produto ganhar mais destaque no cenário nacional e internacional e ganhando com isso mais apreciadores. Então assim comecei a também enxergar a produção como um negócio que merecia investimentos. Como há 10 anos (em 2007), já tinha uma propriedade rural, resolvi então adquirir algumas mudas de cana de certa variedade. Iniciei então o plantio a fim de multiplicá-las e avaliá-las quanto ao seu desenvolvimento e produtividade para a região que pretendia. Isto foi na cidade de Itabirito, cujo nome do lugarejo e Fazenda veio no futuro agraciar o nome de nossa fábrica e de nossa marca principal, a Engenho da Cana.  Fiz alguns cursos na área e Alambique de Minas - Ouro 700ml (384x1280)me inteirei sobre os processos e questões mercadológicas. No ano de 2009, adquiri então uma nova propriedade, e esta foi escolhida em função das aptidões de agroindústria, para que então pudesse implementar e que fosse exclusivamente voltada para a produção de cachaça . O bendito lugar escolhido foi na Cidade de Ouro Branco, em MG, no Distrito denominado como Cristais. É uma propriedade abençoada pela natureza e pela qualidade da terra vermelha, a terra da batata e a mão de obra nativa de excelência, que tanto seria o nosso diferencial”

Jacson destaca que foi a partir daí, com um novo replantio de mudas e a construção de uma nova fábrica que o grande salto foi dado. “A nova fábrica ficou pronta em 2011. Foi nesse ano que que  constituí a empresa e nossa produção já começava dar o ar da graça com o nosso primeiro destilado. Com o passar dos anos fomos ampliando nosso canavial, atualmente hoje com 15 Ha e galpão com capacidade de armazenamento de 300.000 litros de cachaça. No ano de 2016 recebi como sócio o engenheiro agrônomo Daniel Rocha, que veio para fortalecer os nossos produtos e dar um âmbito comercial que tanto merecia. Assim hoje juntos, trabalhamos com um único propósito, enriquecer a cada dia as marcas com produtos diferenciados e com cada vez mais qualidades em todos os quesitos. Procuramos diferenciar pela variedade de madeiras, sendo Carvalho Francês, Bálsamo, Amburana, Amendoim e Freijó, assim como também pela Pura Inox e pelos Blend dos mais variados. Nos últimos 3 anos iniciamos nossa participação em alguns concursos e em todos eles fomos agraciados  com premiações e medalhas, hoje num total de 12. Estes prêmios vieram para coroar ainda mais a nossa aceitação no mercado nacional e comprovar a nossa qualidade”, pontua o empreendedor.

Sobre a linha de sucesso

O portfólio da Engenho da Cana abrange as quatro marcas indicadas acima: Engenho da Cana, Nossa Rainha, Bola da Vez e Alambique de Minas, além de outras marcas de terceiros produzidas e comercializadas pela empresa, como é o caso da Cachaça De La Vega, já ranqueada entre as 250 melhores do País segundo o Ranking Cúpula da Cachaça na fase de voto popular.

“O destaque está para a nossa Alambique de Minas Ouro (Bálsamo) e a Bola da Vez Prata (Amendoim), dois Nossa Rainha - Ouro 750ml (640x1280)produtos Medalha de Ouro tão bem aceitos e elogiados pelos críticos e mais entendidos do setor, assim como também pelo mercado consumidor, nos seus mais diversos setores. Onde se degusta cria sensações que ficam positivamente na memória e com vontade de quero mais.
Estamos com dois novos produtos em elaboração para lançamento ainda este ano, serão Edições Especiais e Comemorativas. Em breve lançaremos notícias nas mídias especializadas e também ao público consumidor e colecionador nas melhores Cachaçarias e Distribuidoras”, detalha o produtor.

E são muitos os empreendimentos, espalhados pelo País, que tem as versões da Engenho da Cana como ótimas pções na carta: Mercado Central e Distrital de Belo Horizonte, Ronaldo Licores, Laticínios Tupiguá, Cachaçaria AJR dentre outros, além dos premiados Santuário Retrô e o Agosto Butiquim. Entre os distribuidores estão a Savana, que trabalha com praticamente toda a linha de produtos, e a Cachaçaria Nacional, principal parceiro de e-commerce.

“O teor alcoólico é de 40% em todos os nossos produtos. Nossas Cachaças, na sua essência, criam quando degustadas uma sensação agradável, suavizada e com muita fragrância. Harmonizam bem com os mais diversos pratos e petiscos devido à variedade de sabores e aromas que  possuem e é difícil ter um prato da nossa rica gastronomia que não combine com um de nossos produtos”, comenta Jacson.

Falando em harmonizações, Jacson traz algumas ótimas sugestões: “A Engenho da Cana Ouro, envelhecida por dois anos em Carvalho Francês, vai muito bem com o mais tradicional tira-gosto de cachaça, o famoso torresmo de barriga. Já a Alambique de Minas Ouro (Bálsamo) combina muito com um tira gosto muito famoso no Mercado Central de Belo Horizonte, que é o Fígado com jiló. Também para finalizar um belo jantar onde o prato principal tenha sido um peixe assado ou uma muqueca a Nossa Rainha Ouro (Amburana) servida gelada ou somente resfriada substitui primorosamente o tradicional licor”.

Mercado potencial externo
Bola da Vez - Prata 1l (384x1280)
Como empresário, Jacson mensura também como está a demanda e o reconhecimento da cachaça no mercado internacional. “Hoje acredito que a cachaça encontra-se no seu melhor momento dos 500 anos de história. Acredito também que, devido ao seu mercado crescente, será um produto de orgulho nacional e terá um destaque que tanto merece em curto espaço de tempo. Para isso, trabalhamos e acreditamos  que ainda podemos melhorar e muito contribuir, para o sucesso do melhor destilado do mundo, a nossa querida Cachaça de alambique. Ainda não atingimos o mercado externo, não diretamente. Sabemos desse potencial, porém, ainda neste momento acreditamos que temos que fazer valer bem e fazer o público brasileiro conhecer de fato a Cachaça e ter orgulho dela. Isso valerá muito para o futuro da bebida, principalmente a partir do momento que o próprio brasileiro tiver e demonstrar este orgulho lá fora e dizer este produto é nosso e veio para competir com os melhores destilados do mundo. Quando presenteamos pessoas estrangeiras com nosso produto, percebemos a enorme surpresa e estranheza de certo modo, principalmente quando degustada pura. Até então a conheciam somente em drinques e coquetéis e também aquelas feitas com as aguardentes industriais. Isto nos dá uma sensação que há muitos terrenos a serem descobertos. A aceitação é muito grande e para quem já conquistou o mercado interno, vale a pena avançar as fronteiras. Qualquer estabelecimento comercial  pode adquirir nossos produtos. Temos uma gama enorme e acessível a qualquer classe econômica. Produtos de A a Z, que com certeza atendem à rede Hoteleira, bares, restaurantes, lojas de souvenires, cachaçarias, e outros. As cartas são facilmente elaboradas e definidas em função da nossa variedade. Os chefs sempre terão facilidade de harmonização”.

A Engenho da Cana recebe visitas agendadas em sua sede e está caindo uma melhor estrutura para recepcionar os turistas, estudantes e entusiastas. Mais informações: (31) 3654-2172, contato@engenhodacana.com.br, no Facebook www.facebook.com/engenhodacana e no site www.engenhodacana.com.br .

Engenho-da-Cana_banner

Drinque especialíssimo

Criado no Cachaça Social Club (CSC) na Lapa, Rio de Janeiro, pelo Ale Ferreira (www.facebook.com/classicbarman), segue sugestão de drinque que leva o nome da casa:

Drinque Cachaça Social Club (CSC)
Ingredientes
– 50 ml de Cachaça Engenho da Cana Prata
– 10 ml de suco de limão Taiti
– 20 ml de redução de maçã com wasabi
Preparo: é só completar com refrigerante de limão e gelo. É um coquetel muito refrescante e saboroso que vai muito bem no clima quente do Rio de Janeiro.

Bola-da-Vez-banner

Destaque na última edição

As medalhas recebidas pela Engenho da Cana e outras cachaças e destilados premiados brasileiros foram temas de reportagens em nossa última edição. Confira pelo LINK ou clique na capa abaixo

Carta Premium - capa 4a edição

 

 

Artigos Relacionados

3 Comentários

  1. Daniel
    Daniel dezembro 06, 06:12

    Essa linha de cachaças é excelente! Já experimentei todas, mas a Nossa Rainha Ouro é diferenciada!

    Responder a este comentário
  2. gold price history
    gold price history dezembro 28, 00:06

    great issues altogether, you just gained a brand new reader.
    What could you recommend about your post that you made some days ago?
    Any sure? http://www.oddcast.com/affiliates/entry/?spdirect=1&affId=75895&promotionId=17691&link=https://goldprice.com

    Responder a este comentário
  3. gold price history
    gold price history dezembro 28, 00:06

    great issues altogether, you just gained a brand new
    reader. What could you recommend about your post that you made some days ago?
    Any sure? http://www.oddcast.com/affiliates/entry/?spdirect=1&affId=75895&promotionId=17691&link=https://goldprice.com

    Responder a este comentário

Escrever um Comentário

Clique aqui para cancelar a resposta.

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

quatro × 3 =

Deguste o melhor espírito brasileiro

No top 3 da qualidade

Primeiro gim brasileiro a ganhar medalha internacional

Especiais para coquetelaria

Espíritos especiais e brasileiros

Entre as melhores mundiais

Exclusividade brasileira premiada nos EUA

A revelação internacional do ano

Conheça e comprove a excelência

LInha excepcional

Cervejaria de Excelência

Para os melhores empreendimentos

Destilado único e especial

Cerveja Premiada para sua Carta?

Referência do Nordeste

Rótulos singulares

Unicamente brasileira

Entre os melhores do Brasil!

Especialíssima

Nobreza Premiada

Vinhos aprovados por especialistas

No lista TOP brasileira

Pronta para servir e conquistar

Uma geração de qualidade

Vinhos de primazia

Padrão de qualidade

Não podem faltar na carta