Revista Carta Premium

ESPÍRITOS APROVADOS: quem são os destilados e bebidas mistas brasileiras que passaram pelo crivo dos mais renomados júris nacionais e internacionais em concursos no Brasil, na Bélgica e nos EUA

ESPÍRITOS APROVADOS: quem são os destilados e bebidas mistas brasileiras que passaram pelo crivo dos mais renomados júris nacionais e internacionais em concursos no Brasil, na Bélgica e nos EUA

ESPÍRITOS APROVADOS: quem são os destilados e bebidas mistas brasileiras que passaram pelo crivo dos mais renomados júris nacionais e internacionais em concursos no Brasil, na Bélgica e nos EUA
junho 17
12:14 2017

No último domingo conhecemos o resultado de mais uma importante edição do Concurso de Degustação às Cegas da Expocachaça, importante parâmetro de avaliação de algumas das melhores cachaças do País. Entretanto, recapitulando os últimos meses, outros renomados concursos internacionais também incluíram nas suas seletas listas de medalhistas as cachaças brasileiras de excelência. Relacionamos a seguir os colecionadores de prêmios nacionais e internacionais.

Considerado um dos principais concursos mundiais do segmento, e porta de entrada do mercado – e por que não dizer Cachaça Paratiana Ourodo paladar – norte-americano, o disputadíssimo New York International Spirits Competition (NYISC), em sua oitava edição, reuniu  cerca de 600 espíritos de todo o mundo em uma prova cega, na qual os produtos foram julgados por sua categoria de acordo também com o seu preço.

Destaque no evento foram as premiações recebidas individualmente pela Cachaça Paratiana (veja matéria exclusiva nossa com a empresa!), considerada “Producer of the Year” e também para a Cachaça Sagatiba Preciosa, considerada “Aged Cachaca of the Year”.

A lista completa de medalhadas traz as Medalhas de Ouro para a Cachaça Paratiana Prata, Cachaça Paratiana Ouro, Cachaça Tiê Ouro e Sagatiba Cachaça Preciosa. Já as Medalhas de Prata ficaram para a Cachaça Tiê Prata, Cachaça Hof Alma Da Serra, e cachaças Sagatiba Cristalina e Sagatiba Envelhecida. Já a Medalha de Bronze ficou para a Cachaça Paratiana Extra Premium.

De Nova York para São Francisco

Também com resultado divulgado no finalzinho de abril, o San Francisco World Spirits Competition bateu recorde de inscrições: foram mais 2.200 destilados competidores de todos os cantos do mundo. Destaque no evento são os chamados “Best of Class”, que representam os melhores exemplos de cada tipo de espírito. Na Categoria Cachaças, a Tiê Prata (leia reportagem completa sobre a empresa) foi considerada a melhor do evento. A seguir as empresas medalhistas e as premiações recebidas:

Cachaça Tiê - vista

Água de Arcanjo: Medalha de Prata para a  versão Gold, e Medalha de Bronze para a sua versão Silver. A Água de Arcanjo foi recentemente destaque no “Guia Tour de Bolso”, distribuído pela Carta Premium durante a Expocachaça (leia agora mesmo, clique aqui). Produzida em Maquiné, (RS), a Água de Arcanjo é elaborada sob clima temperado, que resulta numa cana de alto teor de açúcar e, consequentemente, uma melhor fermentação do caldo de cana. Está também presente em diversos bares e restaurantes de Porto Alegre (RS), e principais cidades do interior do Estado gaúcho. E vale mencionar: você pode encontrá-la também em outros países onde a Água de Arcanjo já conquistou bartenders e apreciadores, não se espante em uma viagem à Ásia, por exemplo.

Água de Arcanjo - Bartender

– Batista: Medalha de Prata para a versão  Prata.

Cambéba: Medalha de Prata para a sua versão  envelhecida orgânica. A Cambéba também foi destaque em nosso “Tour de Bolso” (Clique Aqui). Com um lindíssimo bistrô inaugurado no ano passado, o Alambique Cambéba está Cambeba - Chef du Cuisinelocalizado em pleno Cerrado Goiano, à margem da rodovia entre Brasília e Goiânia, a apenas 71 km da capital federal. Além das bebidas de excelência e orgânica – entre muitos outros diferenciais que poderiam ser ressaltados – o refinado bistrô conta com o chef de cuisine Lacroix formado na renomada escola parisiense Le Cordon Bleu, que prepara pratos especiais, claro, para harmonização com algumas das cachaças elaboradas pela empresa. Entre os rótulos vencedores de diversos prêmios internacionais a degustar, como as 10 Medalhas de Ouro no International Taste & Quality Institute de Bruxelas, nos anos 2015, 2016 e 2017, e a Medalha de Prata no San Francisco World Spirits Competition em 2014, estão as versões todas orgânicas envelhecidas 10 anos no carvalho, com graduação alcoólica de 39%, sabor marcante na boca e extremamente suave na apreciação; além de versões prata 1, 3, 5 e 7 anos. A família tem história na produção da bebida, seguindo e mantendo uma tradição de mais de dois séculos. Os produtos são tão bem referendados que a empresa conta com sucursal internacional nos EUA, para onde escoa mais de 90% da produção. No roteiro de quem adentra ao alambique, está uma visita a uma charmosa adega subterrânea, além de ambientes ricamente decorados com objetos antigos, com telefones, rádios, máquinas de escrever todos remontando a décadas de utilização.

– Espírito XVI: Medalha de Prata para a versão Envelhecida e Medalha de Prata a sua versão Branca

Gouveia Brasil: Medalha de Prata para o  Licor Fino de Cachaça e Medalha de Prata para  a sua versão Premium. A Carta Premium já também já visitou o alambique dessa cachaça especialíssima. Assista a videorreportagem abaixo ou veja também uma reportagem completa no link a segui: Alambique Gouveia Brasil.

– Lorena: Medalha de Prata para a versão  envelhecida.
– Novo Fogo: Medalha de Ouro para a versão  Amburana, Medalha de Prata para a versão Silver e Medalha de Prata para a versão  envelhecida.
– Paratiana: Medalha de Duplo Ouro para a  versão Prata e Medalha de Prata para a versão  Ouro.
– Sagatiba: Medalha de Prata para a versão  envelhecida e Medalha de Bronze para a versão branca.
– Soledade: Medalha de Prata para a versão Umburana e Medalha de Bronze para a versão  jequitibá.
– Tiê: Medalha de Duplo Ouro para a versão Prata e Medalha de Prata para a versão Ouro.
– Yaguara: Medalha de Duplo Ouro para a versão  branca e Medalha de Prata para a versão Ouro.

A Vodka Kalvelage também foi premiada na  competição, com a Medalha de Prata para a  versão Vibe.

Vodka Kalvelage superpremium

Ainda pelos EUA

Outra competição realizada nos EUA foi o  RumXP International Tasting Competition, concurso de degustação do Miami Rum Fest and Trade Expo, que também reuniu uma vasta seleção de espíritos de países como a Suécia, Dinamarca, México,  EUA e, claro,  Brasil, entre outros. Foram três dias de sessões de degustação às cegas cuidadosamente organizadas por jurados especialistas e também por consumidores.

Três cachaças brasileiras se destacaram:
– Cachaça Velho Barreiro, que levou o prêmio  “Best In Class”, considerada assim a melhor  da categoria;
– Paratiana Ouro, que levou Medalha de Ouro,
– Werneck Gold, que também levou uma medalha dourada.

Expocachaça e Brasil Bier 2017

Com cobertura in loco da Carta Premium, e que será destaque com diversas entrevistas e reportagens especiais e exclusivas na próxima edição (participe: redacao@revistacartapremium.com.br), a 6ª Avaliação com Degustação às Cegas e Classificação das Cachaças dos Expositores da 27ª Expocachaça foi o ponto alto do evento realizado de 8 a 11 passados no Expominas, em Belo Horizonte, MG. Além de reunir produtores de todo o Brasil, com destaque para a presença de associações regionais, como de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Paraíba e Minas Gerais, a feira em formato de festival contou com a presença de diversas autoridades e os maiores especialistas sobre este destilado brasileiro.

Autoridades na Expocachaça 2017

O concurso é realizado por profissionais altamente qualificados e coordenados por Lorena Simão, do Laboratório Amalize Maia (LABM), Renato Frascino, coordenador de diversos cursos de bebidas e técnico sensorial de alimentos e bebidas, e Renato Costa, presidente da Associação dos Sommelieres do Brasil (ABS-MG).

O objetivo foi avaliar a evolução e a qualidade dos produtos das diversas regiões produtoras de cachaça do País, presentes no evento, sob o ponto de vista sensorial e organoléptico, sinalizando para o mercado brasileiro e internacional o alto nível da produção da bebida em suas diversas categorias e apresentações.

A seguir a lista de premiações recebidas:

AS MEDALHISTAS DE OURO

Categoria Brancas Puras
– Cachaça Batista Prata
– Cachaça Lucas Batista
– Cachaça Spézia

Cachaça Santa Terezinha - ilustrativaCategoria Descansadas em Madeira (sem interferência da cor)
– Cachaça Barra Velha (Alambique do Leley)

Categoria Armazenadas em Carvalho Francês
– Bylaardt Ouro
– Caraçuípe Ouro
– Prazer de Minas
– Xanadú

Categoria Armazenada em Carvalho Americano
– Cachaça Cabaré (Engenho Dom Tápparo)
Melicana Mel (veja reportagem sobre a empresa em nossa última edição)
– Porto  do Vianna (Grupo Gouveia Brasil)
Santa Terezinha (veja reportagem sobre a empresa em nossa última edição)
– Prazer de Minas Unlimited

Categoria Armazenada em Madeiras Brasileiras
– Cachaça Maria João
– Santa Terezinha Gourmet
Weber Haus  (veja reportagem exclusiva)

Evandro Weber © Jefferson Bernardes {datemi}

Categoria Extra Premium e Armazenada Acima de 3 Anos
– Bel Vedere
– Prazer de Minas Gold
– Imperador
– Pergaminho (Alambique Bel Vedere)
– Wruck

AS MEDALHISTAS DE PRATA

Categoria Brancas Pura
– Água de Arcanjo
– Alambique Brasil
Engenho D'Ouro - ilustrativa- Bento Albino Prata
– Bylaardt Prata
– Cafundó da Serra
– Caialua
– Cana Bacana (Multidrinnk)
– Doministro
- Engenho D’Ouro    (leia reportagem especial sobre a empresa)
– Engenho da Cana
– Engenho Real
– Fogo da Cana
– Germana Soul
– Heats Brasil
– Matuta Cristal
Quinta das Castanheiras: encravado na Serra da Mantiqueira, o alambique da Quinta das Castanheiras alia nobres tradições mineiras com a mais alta tecnologia e controle de qualidade. No local são produzidas cachaças do mais alto padrão, desde o plantio até o processo de armazenamento em inox ou tonéis de madeira de Jequitibá, Carvalho Francês e Amburana, onde apenas o “coração”, parte nobre da destilação, é utilizado, proporcionando assim bebidas que carregam a alma de todo o sabor e requinte da cachaça, com sabores e aromas únicos. (veja reportagem o Guia Tour de Bolso) .

Quita das Castanheiras - Ilustrativa

Sebastiana Cristal  (saiba mais sobre a história da empresa)
– Unser Schnaps
– Velho Pilho

Categoria Descansadas em Madeira (sem interferência da cor)
– A Tentadora
Bassi Prata (confira reportagem especial sobre a empresa)

Cachaça Bassi - Ilustrativa

– Brunholi
– Capim Cheiroso
– Coqueiro Prata
– Guaraciaba Jequitibá
Prosa Mineira Clássica (confira reportagem especial sobre a empresa)

Cachaça Prosa Mineira

– Rainha do Vale Prata
– Taverna de Minas Jequitibá

Categoria Armazenadas em Carvalhos Francês
– 3Fortuna
– Capim Cheiroso
– Coqueiro Ouro
Cachaça Reserva do Nosco- Moendão
– Pátria Amada
– Princesa Isabel
– Quinta das Castanheiras
– Refazenda
– Rein (Flor da Cana Cachaçaria)
Reserva do Nosco    (leia reportagem especial sobre a empresa)
– Souza Paiol
– Turmalina da Serra
– Velha Aroeira
– Vereda

 

Categoria Armazenada em Carvalho Americano
– Lukana
– Prosa Mineira Carvalho
– Sebastiana Single Barrel
– Spézia

Categoria Armazenada em Madeiras Brasileiras
– Alambique Brasil
Gogó da Ema - Sublime- Alambique de Minas
– Bento Albino Amburana
– Capotira
– Claudionor
Gogó da Ema Sublime  (conheça detalhes sobre a empresa)
– Guaraciaba Premium
– Harmonie Schnaps Amburana
– Melicana Melado
– Morro Vermelho
– Nossa Rainha
– Ouro Mineiro
– Pardin Ouro (a empresa foi destaque no Guia Tour de Bolso. Leia agora mesmo!)
– Primeira de Minas
– Princesa Isabel
– Princesa Isabel Jaqueira
Cachaça Pardin- Rainha do Vale Clássica
– Sebastiana Castanheira
– Serafina

Categoria Extra Premium e Armazenada Acima de 3 Anos
– Buchmann
– Bylaardt Extra Premium
– Casa do Engenho 1532
– Santa Rosa Exclusive
– Germana Heritage
– Jeceaba
– Paratiana Ouro Extra Premium
– Reserva do Nosco
– Weber Haus
– Werneck Safira Régia

Categoria Bebidas Mistas
– Amarogutta
– Bento Albino Licor de Banana
– Coqueiro Gabriela
– Da Chica Maçã e Canela
– Escorrega Mel e Limão
Guaaja Tiquira     (veja reportagem completa sobre a empresa)
– União Carvalheira Banana

Cachaças Da Chica

AS MEDALHISTAS DE BRONZE

Categoria Bebidas Mistas
– MEI Cachaça e Jabuticaba
– Engenho D’Ouro

Para não deixar nenhuma condecoração de lado

Se em nossa última edição destacamos ainda o Berlin International Spirits Competition (veja matéria na íntegra!), no primeiro trimestre o World Spirits Awards  também divulgou o resultado 2017 e a Cachaça Pitu Prata, com 90 pontos, recebeu a Medalha  de Ouro.

Não podemos deixar de lado também outra importantíssima avaliação a do International Taste & Quality Institute (o Segredos de Araxá - ilustrativaITQi 2017) referência mundial na avaliação de bebidas de sabor superior. Para receber a certificação Golden Star of the Superior Taste Award, as cachaças são avaliadas por um júri com a participação de representantes das mais prestigiadas instituições de culinária e associações de sommeliers europeias.

Confira os premiados e as estrelas recebidas:

– Alambique Cambéba: 2 estrelas para a Cachaça Cambéba Envelhecida 1 ano e 3 Estrelas para a Cachaça Cambéba Envelhecida 3 anos.
– Alambique Paratiana: 2 estrelas para a Cachaça Paratiana Ouro
– Cachaça Artesanal Abadia/Tellura: 2 estrelas para as cachaças Tellura Amburana e Tellura Jequitibá
– Cachaça Segredos de Araxá: 2 estrelas para a Cachaça Segredo de Araxá Diamond
– Cia. Muller: 3 estrelas para a Reserva 51 Carvalho Americano; 2 estrelas para a Reserva Rara, Reserva Singular e também para a Reserva Única.

Tags
Alambique Bel VedereAlambique BrasilAlambique CambébaAlambique do LeleyAlambique Gogó da EmaAlambique Gouveia BrasilAmaroguttabebida mista com cachaçaBerlin International Spirits CompetitionCachaça 3FortunaCachaça A TentadoraCachaça AbadiaCachaça Água de ArcanjoCachaça Barra VelhaCachaça BatistaCachaça Bento Albinocachaça brancaCachaça BrunholiCachaça BuchmannCachaça BylaardtCachaça CabaréCachaça Cachaça Maria JoãoCachaça Cafundó da SerraCachaça CaialuaCachaça Cana BacanaCachaça Capim CheirosoCachaça CapotiraCachaça Caraçuípe OuroCachaça Casa do Engenho 1532Cachaça ClaudionorCachaça CoqueiroCachaça DoministroCachaça Engenho da CanaCachaça Engenho Realcachaça envelhecidaCachaça Espírito XVICachaça Fogo da CanaCachaça Germana SoulCachaça Gogó da EmaCachaça Gouveia BrasilCachaça GuaraciabaCachaça Harmonie SchnapsCachaça Heats BrasilCachaça Hof Alma Da SerraCachaça ImperadorCachaça JeceabaCachaça LorenaCachaça Lucas BatistaCachaça LukanaCachaça MatutaCachaça MelicanaCachaça MoendãoCachaça Morro VermelhoCachaça Novo Fogocachaça orgânicaCachaça Ouro MineiroCachaça ParatianaCachaça PardinCachaça PergaminhoCachaça PituCachaça Porto do ViannaCachaça Prazer de MinasCachaça Primeira de MinasCachaça Prosa Mineiracachaça puraCachaça Rainha do ValeCachaça RefazendaCachaça ReinCachaça Reserva 51Cachaça Reserva do NoscoCachaça SagatibaCachaça Santa Rosa ExclusiveCachaça Santa TerezinhaCachaça Segredos de AraxáCachaça SerafinaCachaça SoledadeCachaça Souza PaiolCachaça SpéziaCachaça Taverna de MinasCachaça TelluraCachaça TiêCachaça Turmalina da SerraCachaça Unser SchnapsCachaça Velha AroeiraCachaça Velho BarreiroCachaça Velho PilhoCachaça VeredaCachaça Weber HausCachaça WerneckCachaça WruckCachaça XanadúCachaça YaguaraCia Müllerconsultor Renato FrascinoDa Chica Maçã e CanelaEscorrega Mel e LimãoExpocachaçaGolden Star of the Superior Taste AwardGuia Tour de BolsoInternational Taste & Quality InstituteLaboratório Amalize Maialicor com cachaçaMEI Cachaça e JabuticabaMiami Rum Fest and Trade ExpoNew York International Spirits CompetitionNYISCQuinta das CastanheirasRumXP International Tasting CompetitionSan Francisco World Spirits CompetitionSFWSCtiquiraUnião Carvalheira BananaVelho BarreiroVodka Kalvelage VibeWorld Spirits Awards
Compartilhar

Artigos Relacionados

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

18 + 9 =

Entre as mais premiadas no mundo

Destaque do Centro-Oeste para o mundo

De renome internacional

Na mais alta patente da qualidade

Premiada no Oscar da Cerveja Mundial

Impossível não ter na sua carta

Opção de excelência

Paulista multipremiada

Premiada cervejaria paulista

Pureza e suavidade desde 1932

Gim brasileiro de destaque mundial

Excelência do terroir gaúcho

Muita brasilidade, tradição e qualidade

Destilado Premiado e Cervejas Especiais

Entre as melhores cervejas brasileiras

Um toque a mais de excelência

Entre as mais premiadas do País

Maior encontro do destilado fino nacional

Maior evento de drinques do mundo em SP

O verdadeiro destilado ancestral brasileiro

Premiada na China, na Polônia …

Entre os melhores destilados do mundo

Companheira de todos os momentos

Simplesmente no topo das avaliações

Cerveja Brasileira Conquistando o Mundo

Linha excepcional

Espíritos especiais e brasileiros

Acesse na íntegra nossa última edição!